Blindagem automotiva

Como é feita a blindagem automotiva?

Com a alta criminalidade em todo o País, os índices de roubos, sequestros relâmpago e assaltos a carros assustam cada vez mais a população. Com isso, cresce a procura pela blindagem automotiva, uma solução eficiente para quem deseja dirigir com mais segurança e tranquilidade em qualquer horário do dia.

O processo de blindagem é complexo e demanda a desmontagem completa do veículo para garantir que os materiais sejam instalados corretamente e confiram a resistência necessária. A montagem após a instalação exige ainda mais cuidado, a fim de que as características e o desempenho do carro sejam totalmente preservados.

Se você deseja saber mais sobre esse processo e conhecer suas etapas, está no lugar certo. Continue a leitura e descubra como é feita a blindagem de carros!

1. Projeto

O primeiro passo para a blindagem automotiva é a análise do carro. A empresa blindadora observa todas as medidas de cada parte da estrutura em que os materiais serão aplicados, bem como as condições em que o veículo se encontra. Após esse estudo detalhado, elabora-se um checklist para garantir que todo o processo de blindagem seja perfeito.

2. Desmontagem

Feito o checklist, começa a desmontagem cuidadosa do veículo. Parece um passo simples, mas deve ser feito com muita cautela para evitar qualquer dano ao automóvel. As peças são todas retiradas, revestidas e guardadas de modo apropriado. Retiram-se portas, forros e vidros e as partes elétricas são desligadas. O painel é a única parte que continua intacta. 

3. Blindagem

A próxima etapa é a blindagem do veículo, cujo procedimento varia conforme o sistema utilizado. No método tradicional, o carro é revestido com mantas de aramida — material utilizado em coletes à prova de bala — e aço balístico. Também se utiliza overlap em aço balístico, material aplicado em espaços estreitos que ficam entre os vidros e a as dobras do carro. 

Por fim, ocorre a instalação dos vidros, que, na maior parte das vezes, são feitos com camadas intercaladas de diferentes materiais (vidro, poliuretano, policarbonato e polivinil butiral). Os componentes plásticos são responsáveis pelo aumento considerável na resistência à penetração de projéteis.

4. Montagem

Depois da conclusão de todo o processo de blindagem, começa a remontagem do veículo. Nesta etapa, as portas e forros são colocadas novamente em seu lugar, e a instalação elétrica é ligada novamente. Todo cuidado é pouco, pois é responsabilidade da equipe de profissionais garantir que nenhuma peça ou equipamento sofra danos.

5. Acabamento

Com o trabalho concluído, chega o momento de verificar os acabamentos e certificar-se de que tudo está funcionando perfeitamente. Para isso, são realizados testes detalhados para checar cada detalhe do veículo, o que inclui as instalações elétricas. Por fim, basta uma limpeza geral e o carro estará pronto para ser entregue.

A blindagem automotiva é um processo complexo que envolve uma série de detalhes. O mínimo erro pode ser responsável por danificar partes importantes de seu veículo. Por isso, ao optar por realizar essa proteção em seu carro, é importante buscar uma empresa experiente e qualificada, com certificações de qualidade e sistemas de blindagem de alta tecnologia. Isso livrará você de dores de cabeça e trará muito mais segurança para suas viagens.
Agora que você já conhece cada etapa do processo de blindagem, o que acha de saber mais sobre os tipos de blindagem que oferecemos? Vamos lá!

Post criado 42

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo